Sobre o Instituto

O Insituto Mãe Terra é uma associação civil sem fins econômicos, fundada em out/2006, reconhecida como de utilidade pública municipal e estadual, que tem por finalidade principal o exercício de mútua colaboração entre os seus associados, visando à prestação, pela entidade, de quaisquer serviços que possam contribuir para a promoção do desenvolvimento social, econômico, cultural e ambiental de comunidades rurais, periféricas e tradicionais, através do apoio às suas organizações, práticas e estratégias sociais que busquem soluções sustentáveis de melhoria das condições de vida de seus territórios, na perspectiva do empoderamento comunitário e formação para autonomia, em consonância com a preservação do patrimônio natural, histórico, social e cultural da região. Veja no Estatuto Social os objetivos sociais do IMT!

 

Missão

 

Promover o desenvolvimento social, econômico, cultural e ambiental de comunidades rurais, periféricas e tradicionais, através do apoio às suas organizações, práticas e estratégias sociais que busquem soluções sustentáveis de melhoria das condições de vida de seus territórios, na perspectiva do empoderamento comunitário e formação para autonomia.

 

Valores

 

No cumprimento de sua finalidade social, acredita, respeita e consolida os valores da: vida, autonomia, liberdade, democracia e empreendedorismo.

 

Visão

 

Posicionar-se no Terceiro Setor como uma referência em elaboração, gestão, monitoramento e avaliação de programas, projetos e ações voltadas ao desenvolvimento social, econômico, cultural e ambiental de comunidades rurais, periféricas e tradicionais, na perspectiva do empoderamento comunitário e formação para autonomia.

 

Estratégias de ação

 

  • Trabalhar de modo participativo em todas as etapas dos projetos/programas/iniciativas que desenvolve: planejamento, execução, monitoramento e avaliação, fazendo com que os parceiros e participantes dos projetos/programas/ações assumam a condição de sujeitos protagonistas da ação e reeditores sociais, capazes de influenciar e aperfeiçoar políticas públicas;

  • Afirmação da diversidade cultural, estabelecendo um processo dialógico entre os conhecimentos tradicionais produzidos nas comunidades que beneficia, com os dos demais parceiros dos projetos, respeitando o seus cotidianos, com suas visões de homem e de mundo e como essas relações se estabelecem;

  • Parcerias com o Poder Público, Associações Comunitárias Representativas, Organizações da Sociedade Civil, Iniciativa Privada e Instituições de Ensino, buscando o fortalecimento institucional e a formação de redes colaborativas e o aperfeiçoamento das Políticas Públicas voltadas aos povos e comunidades tradicionais da Bahia;

  • Promoção do conhecimento, através da orientação intensiva e continuada aos povos de comunidades rurais e tradicionais, e suas instituições representativas, busca-se fortalecer os espaços democráticos de controle social, influenciar políticas públicas por demandas (autonomia, exigibilidade dos direitos, mecanismos de participação, diálogo, transparência, etc.), incrementar o conhecimento, restituição e exercício de direitos e deveres dos cidadãos (...).

  • “Advocacy” com vistas a criar condições para que as demandas das populações-alvo sejam levadas em conta na elaboração e na execução de políticas públicas, buscando estabelecer um diálogo entre os povos de comunidades rurais e tradicionais e o poder público em várias atividades. Esse diálogo tem por finalidade a demonstração de experiências e metodologias que podem ser transformadas em políticas públicas voltadas para a promoção dos direitos humanos e liberdades fundamentais e fortalecimento de alternativas de desenvolvimento sustentável das comunidades. Com a vivência do projeto, as comunidades estarão mais aptas a darem continuidade ao processo de negociação e reivindicação de políticas públicas.

 

Atuação e Experiência

 

Desde a sua concepção, atua fortemente na assessoria técnica às pequenas associações rurais e associações representativas indígenas, regularizando-as juridicamente e fomentando nas próprias localidades e territórios, a criação de estratégias de sobrevivência familiares e a diversificação de modos de vida e iniciativas que gerem impactos significativos na melhoria das condições de vida das populações, ampliando suas perspectivas de garantir sua reprodução social e econômica. Destaca-se o apoio que o IMT dá às outras ONG’s na execução físico-financeira de seus projetos, auxiliando-as na gestão orçamentária de planos de trabalho e no gerenciamento de seus sistemas de medição de desempenho/impacto, disseminando o uso de metodologias participativas, fortalecendo ainda mais o ideal de gestão compartilhada de ações.

 

Principais Realizações

 

O Instituto Mãe Terra, em parceria com o poder público e outras organizações não-governamentais, já executou e ou/ prestou consultorias (pesquisa, elaboração, gestão, avaliação e monitoramento) aos seguintes projetos/programas:

 

  • Projeto Escola Pequeno Cidadão (MEA/BRAZIL FOUDANTION S/A.) – 2008-2009;

 

  • Projeto Rede Pataxó Vida e Proteção (MEA/SEDES-BA) – 2008-2009;

 

  • Projeto “Apoio às Ações Integradas de Enfrentamento ao Trabalho Infantil no Extremo Sul da Bahia” (MEA/SEDES-BA) – 2009-2010;

 

  • I Congresso Internacional de Educação Da Costa Do Descobrimento - Políticas Públicas e Práticas Educativas: Múltiplos Olhares sobre o Pensar e o Fazer Educação. (CINTEP/FNSL) - 14 a 17 de Abril de 2010;

 

  • Projeto Juventude Pataxó: Inclusão Sócio-Produtiva de Jovens Baianos da Etnia Pataxó da Costa do Descobrimento (MEA/SEDES/Programa Trilha/Jovens Baianos) – 2009-2011;

 

  • Projeto Povos Indígenas no Estado da Bahia: Incentivo à Regularização Institucional de Associações Comunitárias Indígenas (MEA/SJCDH-BA) – 2012-2013.

 

  • Etnoturismo Pataxó: Apoio à Promoção e Reestruturação de Práticas e Estratégias para o Atendimento Turístico em Terras Indígenas (BANCO DO BRASIL S.A. / Fundação Banco do Brasil) – 2012-2015;

 

  • Avante Juventude Pataxó: Formação Social e Qualificação Profissional de Jovens Indígenas da Etnia Pataxó do Território de Identidade do Extremo Sul da Bahia” (PETROBRAS) – 2014-2016;

 

  • Programa Diálogo Ativo Veracel: Proposta de prestação de serviços técnicos especializados de consultoria e assessoria para integrar o programa diálogo ativo (VERACEL).

 

Projetos em Execução

 

  • Programa Diálogo Ativo Veracel: Proposta de prestação de serviços técnicos especializados de consultoria e assessoria para integrar o programa diálogo ativo (VERACEL).

 

  • Projeto Cultura Nativa: Formação e Qualificação de Agentes e Gestores Culturais do Território Costa do Descobrimento (SECULT/BA).

 

  • Projeto Filhos da Terra: um despertar para a educação cidadã (ITAÚ SOCIAL / COMDICA DE PORTO SEGURO).

Todos os direitos reservados para Instituto Mãe Terra © 2016 / Rua do Sombreiro / 09- Tabapiri / Porto Seguro - Bahia

(73) 3268-5447  / CNPJ: 10.341.392/0001-06